Trem Das Cores

A franja da encostaCor de laranjaCapim rosa cháO mel desses olhos luzMel de cor ímparO ouro ainda não bem verde da serraA prata do tremA lua e a estrelaAnel de turquesaOs átomos todos dançamMadrugaReluz neblinaCriança cor de romãEntram no vagãoO oliva da nuvem chumboFicandoPra trás da manhãE a seda azul do papelQue envolve a maçãAs casas tão verde e rosaQue vão passando ao nos ver passarAos dois lados da janelaE aquela num tom de azulQuase inexistente azul que não háAzul que é pura memória de algum lugarTeu cabelo pretoExplícito objetoCastanhos lábiosOu pra ser exatoLábios cor de AçaíE aqui trem das coresSábios projetosTocar na centralE o céu de um azulCeleste celestial

Leave a Comment

Categories